PUBLICIDADE

A Social Miner – empresa de tecnologia que ajuda sites e e-commerces a aumentarem suas conversões por meio da exclusiva metodologia de People Marketing – junto com a MindMiners, realizou um estudo que aponta as expectativas e o perfil do consumidor na Black Friday. De acordo com o levantamento, metade (50%) dos consumidores já estão de olho nas promoções. Desde já, é importante que o varejo online esteja concentrado para ter bons resultados na data este ano, dia 23 de novembro. E segundo o Ebit a expectativa é de 15% de crescimento em comparação ao ano anterior, chegando a um faturamento de R$2,43 bilhões.

O estudo aponta que os eletrônicos são campeões na intenção de compra na data, preferidos por 54,5% dos entrevistados. Logo depois vêm informática (41,9%), eletrodomésticos e moda empatados (40,9%). Outro desejo expressivo dos consumidores é o segmento de telefonia (34,6%). De acordo com Ricardo Rodrigues, cofundador da Social Miner, esse é o momento ideal para os e-commerces começarem a comunicação com os consumidores. “Nessa reta final em que os clientes já começam a pesquisar ofertas, é importante aproveitar o tráfego que já está chegando aos e-commerces e iniciar as campanhas de engajamento que vão garantir que esse público volte no dia esperado”, aponta Rodrigues.

O relatório aponta, ainda, que 63% dos pesquisados já compraram produtos ou serviços em edições anteriores de Black Friday, e 60,2% pretendem comprar na data este ano. Apesar da pequena queda de compradores, a pesquisa detectou os principais canais de divulgação comercial e as redes sociais são os principais alvos dos consumidores para acompanhar as ofertas, 38,9% disseram atentar-se à elas, enquanto comparadores de preço ganham espaço, com 32,9% das respostas, sendo mais relevantes que comerciais na televisão (25,2%). Alertas de preço, cadastramento em sites, e-mails de notificação de lojas foram outras opções escolhidas pelos entrevistados, resultados importantes para que o varejo, principalmente online, invista em diferentes canais e maneiras para atingir com mais assertividade seu público, considerando o que for mais adequado.

A pesquisa também revelou o quanto os brasileiros esperam desembolsar na Black Friday. O resultado foi interessante para o varejo, já que 35,9% dos pesquisados disseram que o valor deve ser maior que R$500,00. Mas também tiveram aqueles que optaram pela faixa de preço de R$200,00 até R$500, sendo 21,9% dos entrevistados. Em seguida, 15,9% disseram pretender gastar entre R$ 101,00 e R$200,00. Um pouco atrás, 8% revelaram que devem gastar entre R$50 e R$100 reais. Por último, apenas 3% pretendem gastar no máximo 50 reais.

PUBLICIDADE