Escolas públicas do Grande ABC recebem ações do Programa Braskem de Educação Ambiental

Com atividades lúdicas, mais de 700 estudantes vão aprender sobre descarte adequado de resíduos, reciclagem e cuidados com o meio ambiente

29

Pelo sexto ano consecutivo, alunos de escolas públicas do Grande ABC serão beneficiados pelo Programa Braskem de Educação Ambiental, que leva para a sala de aula ações sobre sustentabilidade que possam tornar as crianças multiplicadoras do conhecimento nos locais onde vivem. Neste ano, o programa vai atender mais de 700 estudantes, de 9 a 12 anos, de dez escolas públicas em Santo André e Mauá.

A iniciativa é uma parceria entre Braskem e Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e conta com o apoio do Edukatu, do Instituto Akatu, rede de aprendizagem que visa incentivar a troca de conhecimentos e práticas sobre consumo consciente entre professores e alunos do ensino fundamental. Desde sua criação, em 2015, mais de dois mil estudantes do ABC foram atendidos. 

A primeira fase do programa já está em andamento e ensina as crianças sobre o descarte adequado de resíduos sólidos. “É unânime o pensamento de que a preocupação com o meio ambiente é um assunto que precisa ser discutido desde cedo, mas é a forma como tocamos neste tema com as crianças que fará toda a diferença. Com o apoio dos professores, discutimos sustentabilidade de forma lúdica e divertida. A ideia é plantar uma semente para que essas crianças cresçam conscientes e nos ajudem a construir uma sociedade mais sustentável”, explica Flávio Chantre, gerente de Relações Institucionais da Braskem.

A segunda etapa terá início no mês de maio e vai distribuir coletores de resíduos sólidos para as escolas, promovendo dinâmicas que incentivem os pequenos a pensarem em quatro conceitos fundamentais para a sustentabilidade: repensar, reduzir, reutilizar e reciclar. “Uma das metas do programa é deixar um legado para as escolas que possa ser aproveitado por todos e auxilie na fixação do conteúdo aprendido”, afirma Chantre. Nesta fase, os estudantes também participarão de oficinas para confecção de brinquedos a partir de materiais recicláveis. 

A terceira e última etapa está prevista para ser realizada em agosto. Os alunos participarão de uma gincana, onde levarão materiais recicláveis para participarem de uma competição. Eles também farão uma visita externa para aprender um pouco mais sobre a rotina e desafios de quem trabalha para cuidar do meio ambiente. 

“O diferencial do Programa Braskem de Educação Ambiental são as atividades lúdicas e dinâmicas, inspiradas na metodologia SESI de ensino, que saem da rotina escolar e despertam o interesse do aluno para a temática. Isso auxilia no aprendizado e os motiva para agirem como educadores ambientais, caminhando para uma sociedade consciente e responsável perante ao meio ambiente”, explica Michelle Ryter, agente de Atividades de Responsabilidade Social do Sesi.

Em Santo André, participam do programa as escolas EMEIF Augusto Boal, EMEIF Elaine Cena Chaves, E.E. Papa João Paulo, E. E Ivone Palma, E.E Wanda Bento, E.E. Beneraldo Toledo e E.E. Nelson Cardim de Brito, e a instituição Creche Cidade dos Meninos. Já de Mauá, entram as escolas E.E. Manoel Cação e E.E Maria Josefina Flaquer. 

A Braskem assumiu, em 2018, um compromisso público com a Economia Circular que tem, entre seus pilares fundamentais, a intenção de promover o engajamento das pessoas em programas de reciclagem e recuperação, especialmente por meio de programas educacionais de consumo consciente, aumentando o conhecimento sobre o valor dos resíduos plásticos para a economia.

PUBLICIDADE
COMPARTILHAR