Sócios da franquia da Urban Arts em Moema, Marcelo Pulcinelli e Rafael Junior inauguram a primeira unidade da galeria no Grande ABC. O coquetel de inauguração (exclusivo para convidados) será na próxima terça-feira, dia 19, a partir das 19h, na própria galeria, que ocupa dois pisos no número 1653 da Avenida Portugal, em Santo André.

O coquetel contará com atrações, entre elas o artista plástico Russ, que fará uma live paint (pintura ao vivo) no local a ser sorteada entre os convidados. 

Fundadores da marca, os empresários paulistanos André Diniz e Gustavo Guedes confirmaram presença.

A Urban Arts é uma galeria de arte contemporânea, que conta com 24 lojas físicas em 18 cidades do País e acervo de mais de 90 mil artes autorais de 5 mil artistas do Brasil e do Exterior.

As artes têm tiragem limitada, em diversos formatos e acabamentos. Nas lojas, o cliente encontra facilidade de escolha com a orientação de consultores. A rede espera chegar ao fim do ano totalizando de 34 lojas.

Todos os produtos são impressos on demand nos melhores materiais, com um cuidado extremo na produção, diversidade de tamanhos, formatos e molduras e, ainda assim, a preços acessíveis. Do pop art ao surrealismo, do urbano ao infantil, do abstrato à tipografia são encontrados estilos para todos os gostos no variados tamanhos e acabamentos.

Confira um bate papo com Marcelo Pulcinelli e Rafael Junior.

1 – Quais os motivos que levaram a abrir uma Urban Arts no Grande ABC. E por que Santo André?

Marcelo Pulcinelli – Como também somos proprietários da galeria de Moema – SP, começamos a observar que tínhamos muitos clientes que saíam do ABC para comprar em nossa galeria. Identificamos uma ótima oportunidade de abrir nossa segunda galeria, projeto que tínhamos desde do início quando resolvemos investir na Urban Arts.

Fizemos uma pesquisa de mercado para consolidar esta percepção e após muitas idas e vindas para entender a região, identificamos em Santo André o local do ABC que reúne e centraliza um forte potencial para o comércio e, principalmente, o ramo da decoração.

Rafael Junior – Nós identificamos na galeria de Moema uma parcela de pessoas que saíam do ABC para comprar lá, em Moema, onde temos uma galeria. Como tínhamos planejado abrir a segunda galeria, o ABC se tornou um local atrativo, com potencial para ter uma galeria de sucesso. A escolha de Santo André se deve ao fato da mesma ser considerada um dos principais ‘centros’  do ABC, onde a parte de comércio e decoração se destacam.

 

2 – Como podemos definir o perfil de artistas e de clientes da Urban Arts?

Marcelo Pulcinelli  – Nossos artistas são dos mais diversificados perfis e idades. Proporcionamos que todos consigam divulgar seus trabalhos de forma democrática. Temos jovens que estão em início de carreira e mais experientes com carreiras mais consagradas. Todos divulgam suas artes da mesma forma, permitindo que o cliente final escolha a arte que mais lhe agrada…

Sobre clientes, atingimos um público que tem interesse em arte, mas uma arte muito mais voltado para a decoração do que a arte de investimento. E como dispomos de um acervo com todos os estilos de arte, acabamos agradando a todos os perfis.

Rafael Junior – O perfil dos nossos artistas é o mais variado possível. Contamos com uma rede com mais de 5 mil artistas de todo o mundo, dos mais variados estilos, culturas e idades. Os clientes da Urban Arts são normalmente pessoas que gostam de decoração e que buscam sempre o que há de novo no mercado. Como oferecemos artes para todos os gêneros, idades e classe social, acabamos atingindo uma grande parcela da população.

 

3 – Como podemos definir o papel da galeria como impulsionadora de jovens artistas?

Marcelo Pulcinelli  –A Urban Arts foi criada com o objetivo de proporcionar arte acessível a todos. Com isto permitiu que todo artista pudesse divulgar sua arte de forma democrática.

É interessante você conversar com alguns artistas antigos da Urban e ouvir a trajetória deles. Muitos tinham a arte como uma segunda opção de trabalho. Atualmente, muitos deles conseguem viver exclusivamente da arte, através das comissões geradas com as vendas em todas as nossas galerias. Como temos 24 galerias espalhadas por todo o Brasil, o artista consegue difundir seu trabalho de forma abrangente para um publico diversificado e de culturas diferentes.

Rafael Junior – A Urban Arts foi criada como uma forma de impulsionar os jovens artistas talentosos que não conseguiam espaço nas tradicionais galerias de arte. Qualquer pessoa pode ser um artista Urban Arts, e isso é incrível!. De todas as artes comercializadas nas galerias físicas e na loja online, o artista recebe uma comissão, sendo assim conseguimos dar  visibilidade e retorno financeiro para muitos desses jovens artistas.

PUBLICIDADE